5 atitudes para você ser mais sustentável na moda

quarta-feira, abril 25, 2018

Não é de hoje que as discussões para a prática da sustentabilidade na indústria da moda começaram. Os dados alarmantes do impacto do fast fashion para o meio ambiente mostram que está mais do que na hora de agir, e as grandes mudanças começam através de pequenas atitudes. Quer saber como começar? Primeiramente, siga estes cinco passos:


1 - Compre menos e pense antes de comprar 
Não se deixe levar pela tentação dos e-commerces e vitrines de fast fashion (que têm novidades a cada semana) e muito menos pelo desejo de ter aquela peça hit do momento. Tendências passam, mas a roupa fica, e pode ser que amanhã você não se identifique mais com ela. Então, reduza a sua frequência de consumo e antes de comprar, pergunte-se: Eu realmente preciso disso? Eu vou de fato usar isso? Este já é um grande passo para a mudança de comportamento. Compre o que é realmente necessário e fuja do impulso. 

2 - Conserte e customize
Sabe aquela calça está parada há muito tempo no guarda-roupa? Ela pode se tornar um belo short ou saia! Através da customização é possível dar cara nova às peças que você abandonou lá no fundo do armário. E se alguma que você gosta muito estragou, conserte! Não compre outra roupa para substituir, pois essa atitude não é nada sustentável.

3 - Compre das pequenas marcas e de produtores locais 
Apoie as pequenas marcas da sua cidade ou região, dê valor aos artesãos locais. Além de respeitar e valorizar o trabalho deles, você estará fortalecendo a sua economia local. Não compre pelo preço e sim pelo valor. Dessa forma você adquire peças com mais qualidade e exclusividade. 

4 -  Crie um guarda-roupa cápsula
Desafie-se a usar um determinado número de peças por um tempo. Aqui no blog já falei sobre o Project 333, desenvolvido pela americana Courtney Carver, que consiste em usar apenas 33 peças por 3 meses. Você deve selecionar roupas para todas as ocasiões e incluir nessa conta os calçados e acessórios. O resultado é o estímulo da criatividade para criar looks diferentes com a mesma peça. Além dessa ação, existem diversas outras campanhas na internet que te estimulam a ser mais sustentável na moda, como por exemplo o #1lookporumasemana, desenvolvido pela jornalista de moda Lilian Pacce, que consiste em escolher pelo menos uma peça para repetir por no mínimo 5 e no máximo 7 dias, sem lavar. Eu aderi o desafio e o resultado você confere neste post! Em breve farei de novo.

5 -  Seja curioso 
Você já parou para pensar quantas pessoas estão envolvidas no processo da criação de uma roupa? A lista é extensa, e começa lá pelo produtor de algodão. Até que o produto chegue ao consumidor final, ele passa por muitas pessoas e é importante se preocupar sobre a ética das marcas no que se refere às condições de trabalho em que seus funcionários e fornecedores são submetidos. A indústria do Fast Fashion é automaticamente condenada por terceirizar a sua produção em facções com mão de obra mais barata, geralmente localizadas na Ásia, para obter mais lucro. O problema dessas grandes redes é que elas não fiscalizam as normas de trabalho. Mas a boa notícia é que existe um aplicativo em que é possível monitorar a reputação das marcas - o Moda Livre - lançado em 2016, que possui mais de 70 marcas de varejo que são sinalizadas conforme a sua responsabilidade e transparência. Através dele é possível acompanhar o histórico delas, além de ter conhecimento das denúncias. 

Além desses cinco passos, cuide mais das suas roupas para que elas durem por mais tempo e façam parte da sua história. Pergunte-se: Quem fez as minhas roupas? O planeta precisa urgente da nossa mudança de comportamento!

Você também poderá gostar

2 Comentários

  1. Amei o post. Eu esse ano vou reformar minha casa e eu e meu esposo decidimos que no lugar de guarda roupa iremos utilizar 1 arara para cada um e uma comoda de no maximo 2 gavetas para cada um e vamos ficar com as roupas q couber nisso (mas nada de socar as roupas para caber mais) tbm estipulamos a quantidade de sapatos que cada um pode ter kkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, que ideia legal! Achei super sustentável, pois vocês vão evitar o acúmulo. Parabéns e seja sempre bem-vinda ao blog ;)

      Excluir

Curta no Facebook

Receba novidades no seu e-mail

Digite o seu e-mail: